sexta-feira, 23 de abril de 2010

Amargura...

E você...
Que já percorreu a casa toda...
Esse vazio interno que agora toma conta do externo...
Não há cômodo que não tenhas percorrido.

Em vão...
Solidão.

23/04/2010, 04:10h.

Esta Amargura, agora, toma conta de tudo...
Sentimento Dolorido...
Vazio...
Frio.

Vai aos poucos tomando conta de tudo...
O corpo corrompido pelas Mentiras...
Maldades, Injúrias...
Necrosa.

Problemas simples tomam proporções Apocalípticas...
Apenas você...
Desassossego físico e mental...
A tormenta do século.

Você...
Sem forças...
Largado...
Entregue.

Moribundo...
Subjugado.

Colisões de idéias ...
Turbilhão de informações...
Tomam conta de seus Pensamentos.

Conjugações infinitas no Pretérito Imperfeito...

Lágrimas para aliviar a Alma...
Lágrimas que aliviam a Alma...
Lágrimas da Alma.

Este é o limite...
Fronteira...

Compreensão.

Que muitos denominam "Iluminação".
Bendito o Homem que não se abate...
Ressurge...
Aprende.

Conhece a altura da queda...
Atitudes e Consequências.
Prova Viva.

Não existe imunidade...
Cometer erros é da natureza humana...
A Racionalidade está em aprender com eles.

Você escolhe...
Quando...
Onde...
E principalmente a Altura de seu tombo.

Premedita...
Sabe a hora de parar...
Ou arriscar e pagar o preço.

Tentações...
O mesmo Destino com inúmeros Caminhos...

Aqueles que desprezam os Sinais...
Conscientes ou não, serão Aniquilados...

Nesta longa jornada...
Livre - arbítrio...
Muitos serão os testes...
És o Escritor e Protagonista de sua Vida.

O Sucesso da Trama está em suas mãos.
Refletir é preciso.