quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Corpo Vivo...

28/10/2009, 02:00h.

Somos células de um mega organismo...
Constituímos uma Terra viva...
Mas o planeta está doente...
E poucos percebem.

Poucos querem perceber.


Pouco a pouco se tornaram o câncer deste planeta.
Células cancerosas que consomem e modificam a ordem natural...
O tratamento é caro e devastador.
E está alterando todo este organismo.

Diariamente a terra sente "febre"...
Perdendo seus "cabelos" vegetais...
Desidratando-se...
Agonizando.


De tempos em tempos sobra-lhe força...
Espasmos e tremores afligem o planeta...
Agora hipertensa, debilitada, rompe-se em grandes hemorragias no fundo de seus oceanos...
Grandes suspiros atravessam seus continentes.

Ela precisa reagir...
E com isso perde também células boas.
É preciso isolar as boas das ruins...
Ou todo corpo estará comprometido.

Cabe a nós este dever...
Sejamos a diferença do planeta, seu sistema de defesa...
Aliemos-nos, temos de ajudar a "fagocitar" estes indivíduos.
Ou toda existência estará comprometida.

Por questão de sobrevivência...
Excluamos os corpos estranhos...
E não a nós mesmos...
Este Planeta precisa de um bom sistema de defesa e uma manutenção constante.

E isto, nós podemos e devemos fazer muito bem.
Cooperativismo Humano

Vejamos em cada um, suas qualidades...
Não adianta perceber os defeitos sem nada fazer para mudar...

Cooperar;
Prestar Cooperação; Operar simultânea ou coletivamente; Colaborar.
É quando cooperamos, ajudamos uns aos outros que percebemos a magia por completa.
A verdadeira essência universal, que transcende o “ser” e nos põe ainda mais perto da energia criadora.
Indescritível a sensação de recompensa quando notamos que fomos fundamentais a alguém...
Nada preenche tanto quanto este sentimento de gratidão...
É estar de bem com o Mundo, sintonizado e equilibrado.
E essa ajuda é amorfa, não existe um jeito especial...
Podemos ser útil até em silêncio...
A velha idéia do respeito mútuo, todos temos um espaço, área delimitada e deve ser respeitada...
E amizade não é sinônimo de liberdade e sim de afinidade.
Cada um possui a hora certa, o momento certo de comentar sobre determinado assunto.
Tudo há seu tempo.

É preciso uma Humanização urgente.
Estranho perceber razão nos dois lados...
E tornam-se freqüentes, as discussões...
Verdades e razões de ambos os lados.

Por onde anda a reflexão???
Ficou absurdamente difícil aceitar erros, exageros, omissões...
Tornaram-se coisas extraterrenas...
Estranho perceber que quando admitem erros, esses Humanos parecem perder partes de seu próprio corpo.

Ninguém quer/pode estar errado, mesmo quando está.
E a razão (Falsa ou Verdadeira) virou legítima defesa.
Basta perceber quaisquer discussão...
Vozes alteradas, atropelos de valores e por incrível que pareça ganha quem ofende mais.
Pleno século XXI e ainda disputam por qualquer coisa ou qualquer lugar aos berros.
Curioso lembrar que para as coisas que necessitam ser mostradas, declaradas ainda vigore a lei do silêncio.
Que posições tomam os Homens “gritadores”, portadores da “Voz da Razão”, nestes momentos???
Nestas horas percebem sua humilde insignificância e acovardam-se em algum canto.
Tenhamos a voz da liberdade...
Cobremos de nós mesmos a cada dia...
Sejamos diplomáticos uns com os outros...
E que gritemos, esbravejemos quanto a tudo que deponha contra nós e nossos semelhantes.

Cuidemos sim de nós...
Mas acima de tudo, cuidemos uns dos outros...
Sejamos solidários, prestativos, atenciosos...
Humanos.

Sejamos o topo da cadeia...
Não pela promiscuidade, brutalidade, lei do mais forte...
E sim pela capacidade de reflexão, admissão de nossos erros seguidos de correção.
Seres pensantes.