sábado, 31 de outubro de 2009

Atenção...

31/10/2009, 02:30h. 

Remédio difícil este de administrar...
É o que aparenta.Parece-me caro...
Apresentando contra indicação.

Hoje em dia sua posologia é indicada em casos extremos, terminais...
Doses exageradas como se fosse curar por completo todo mal causado pela ausência. 
Possui tarja preto e é só admitido em casos de urgência. 

Agora notam o paciente... 
Tudo que antes era normal... 
Aplicações diárias evitariam todo esse processo... 
Mas mesmo assim ainda acham que o problema é com o paciente. 

Atenção... 

Ao conversar... 
Ao se expor... 
As interpretações corporais... 
Aos sentimentos... 

Aliás, atenção deve ser dada a tudo aqui neste planeta.
Atenção ministrada regularmente é a melhor das prevenções...
Sua ausência debilita o organismo...
Causa depressão, insônia, taquicardia...
Efeitos psicológicos irreversíveis.
Efetivamente, atenção é de caráter sócio-antropológico.

Traz Humanidade ao Homem... 
O situa... 
Faz-lhe vivo. 
Do real ao abstrato. 

Somos todos dependentes de atenção...

Sejamos solidários, nunca neguemos atenção. 

Tampouco confundamos atenção com invasão ou censura.

Atenção não é invasão!
Atenção não é censura!