terça-feira, 7 de outubro de 2008

Eu mesmo e outra semana.

07 de outubro de 2008, pra mim continua sendo dia 06, até agora não consegui dormir.
Como de rotina tive um dia cheio...cheio de pepinos para resolver, almocei na hora certa...na hora certa de jantar e estou indo dormir agora, quase na hora de acordar.
Devo estar acordado por mais de 16h e mesmo o dia tendo 24h, ainda acho que ele diminui a cada dia.
Já faz uma semana que me falaram:
-Você tem uma vida louca!

E fico eu, aqui até essa hora pensando que loucura possa ser a minha vida quando comparada as das pessoas ao meu redor, conhecidas ou não.

Acordar, um banho de afazeres para despertar, organizar a empresa apreciando meu café com planilhas, nunca tomo café sozinho, meus fornecedores são pontuais.
E vai chegando as 11:00h é hora de correr pra "fazer Bancos", acho que só os "caixas" têm horário de almoço, pra me atrasar mais ainda.
14h estou de volta, se der eu almoço, quem sabe um balancete das contas do dia, hoje por exemplo o cardápio foi farto, de entrada pagamento de funcionários, balancetes e controle de estoque e como prato principal...
-Fluxo de caixa, quase tive uma indigestão, a cada ano esses impostos ficam mais gordurosos.

Passei a minha tarde catalogando notas e entre um cigarro e um cafezinho fiquei aqui pensando em como a vida é curta e perde-se tanto tempo julgando as pessoase suas vidas, nada está certo pra ninguém, não enxergam o próprio nariz e ainda assim acham que conhecem a verdade.
Os mais novos pecam por não expressar e os mais velhos por não ouvir.
E no meio dessa correria toda, me divirto com o trabalho e com as pessoas que encontro, sou feliz em poder servir, poder ouvir e agora compartilhar.

E essa foi minha segunda-feira, contas, gráficos e pagamentos mas prefiro enxergar de outro jeito, muito bons dias, boas tardes e boas noites foram pronunciados, minha única preocupação foi a de não magoar ninguém e no meio desse tumulto todo de um dia pós-eleição, continuar acreditando que tudo mudará...
Eu pelo menos, estarei fazendo a minha parte.

E ainda dizem que minha vida é louca...